Procedimentos

Laser

A palavra laser é derivada de “Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation”, que significa uma luz estimulada e ampliada para ser usada como uma energia. Para haver a amplificação e a estimulação da luz é preciso existir uma fonte para gerá-la. Assim, o laser é um aparelho com uma fonte de energia interna (pode ser C02, cobre, rubi, argônio, entre outros) que consegue estimular a luz e a torna capaz de realizar diversos tipos de ações. Assim como outras técnicas, este método também provoca alguma agressão, podendo causar dores e cicatrizes. A grande vantagem destes aparelhos é sua especificidade, “agredindo” somente a estrutura a ser tratada. Os tipos de laser variam conforme a substância que gera a energia. A última geração de lasers é voltada para os tratamentos estéticos. Este tipo, em geral, tem como fonte de energia o C02 (gás carbônico) e um sistema pulsátil para menor agressão da pele. Existem várias marcas e nomes destes tipos de laser, largamente indicadas para a realização de peelings e tratamentos de rugas mais profundas.